Teu passado lhe condena!

Alexandre de Moraes tem uma polêmica no currículo. Como presidente da ex-Febem (hoje fundação Casa), em 2005, ele ignorou a legislação trabalhista para demitir, de uma só vez, 1.674 funcionários concursados da fundação. As demissões ocorreram após uma série de denúncias de tortura. O Supremo Tribunal Federal considerou arbitrárias as demissões e determinou a reintegração de todos. Pelas contas do sindicato dos trabalhadores da ex-Febem, o rombo provocado pelas demissões deve chegar a R$ 110 milhões entre salários atrasados e direitos trabalhistas. Para a Fundação Casa, porém, são cerca de R$ 15 milhões. O valor exato será definido pela Justiça do Trabalho. Veja mais!

Observação do Koizo!
Já dizia minha avó, “Tem gente que faz direito, para poder andar torto”. Pense nisso.

 Junte-se ao nosso protesto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s