O pior cego é aquele que não quer ver

Ontem no site Estadão.com.br saiu uma matéria sobre a a quantidade de pessoas que estão utilizando hoje o sistema de transporte público. Veja a matéria.

Estima-se que somente 30% (12 mil) dos usuários de fretados incorporaram os trens e ônibus para completar o trajeto ou ir diretamente ao trabalho. A estimativa inicial era de quase 70% (27,7 mil).

O secretário de transportes Alexandre de Moraes afirmou que esse número é insignificante, e que pela fiscalização das vias afetadas ele acredita que não houve também um aumento tão grande do números de carros nas vias e marginais.

Estou realmente surpreso com essas notícias, pois não é o que vejo quando estou no trânsito.

Hoje para eu poder chegar no horário em SP precisamos sair 20 minutos mais cedo de Jundiaí para chegar em tempo no trabalho. Estou quase virando um zumbi por isso…

Pois bem, os dados colhidos através da CET não compreendem todas as áreas da cidade, porque a rota dos fretados hoje acabou se tornado meio “alternativa”. Alguns transitam em áreas residenciais para poder chegar ao seu destino. Se não fosse por isso as marginais e áreas próximas ao centro nem de longe teriam a redução real informada de 4,4 % e não de 11% como diz o secretário.

Vamos combinar uma coisa 4,4% em alguns meses não será nada. Com o aumento exponencial de carros sendo comprados, logo logo teremos esse valor reduzido a zero!

O que constatei também é que a cegueira chegou num estágio tão grande que afirmar que o impacto no transporte público foi insignificante, é como tentar esconder um elefante no armário.

Não acreditem em tudo o que é dito! Observem e contestem. É o único modo de se encontrar a verdade mesmo que não seja tão boa assim.

Anúncios

Uma resposta para “O pior cego é aquele que não quer ver

  1. Bom, como um antigo chefe meu sempre dizia, “a gente se acostuma fácil com porcaria”. Acho que já estamos nos acostumando aos sacrifícios que temos que fazer para pegar o fretado.

    Comigo não foi diferente. Venho do Taboão da Serra de fretado até a estação Sumaré onde pego o metrô até a Paulista. A noite faço o mesmo trajeto porém, como dinheiro anda em falta, ás vezes tenho que ir a pé até o Sumaré. São somente 5 estações e, é claro, eu dou a desculpa de que caminhar faz bem, que eu vou emagrecer. Mais eu sei a verdade, eu sei porque estou indo a pé, e isto me magoa profundamente.

    Uns motoristas da empresa de fretado que eu conheço já foram demitidos. Foi de cortar o coração a despedida deles… Eu poderia até sair do fretado e ir de ônibus intermunicipal, mais não consigo… Eu acredito que continuar andando de fretado é a minha contribuição social para evitar mais demissões.

    Eu não vou conseguir dormir imaginando que posso ser culpada ou ter contribuido (direta ou indiretamente) com as dificuldades que alguém possa vir a sofrer em caso de demissão.

    Por isto não consigo me imaginar na pele de um político. Realmente, em algum momento, estas pessoas (políticos) devem ter deixado a “humanidade” de lado, em algum canto, sei lá, guardado pra mais tarde.

    Um ser verdadeiramente “humano” não poderia viver normalmente sabendo que as consequências de seus atos prejudicaram milhares de pessoas.

    Há uma máxima no direito que diz que “é melhor absolver 99 culpados do que culpar um inocente”, adequando este pensamento ao caso da proibição dos fretados eu acredito que nenhum benefício (seja para o todo ou seja para o coletivo) deve ser desculpa para se causar malefícios a quem quer que seja.

    Mais eu ainda acredito que não devemos se omitir, é exatamente isto que eles querem. Se não votarmos contra eles eles nas próximas eleições, eles sempre irão se beneficiar dos votos do eleitorado próprio (ou corja ou legião, sei lá, não sei o coletivo para estes políticos).

    Sendo assim, como já diziam os anarquistas: se há governo, sou contra…

    E podem ficar tranquilos, eu nunca vou deixar que ninguém se esqueça do que nós estamos passando, e confiando na linha matriarcal, que é característica da minha família, enquanto eu viver vou influenciar todos ao meu redor para que nunca mais sejam eleitos nenhum dos que, por ação ou por omissão, foram responsáveis pela restrição aos fretados.

    Sucesso…

    Vania Hormigo de Souza Pessoa
    “Para ter mais amanhã, você precisa ser mais do que é hoje”.
    Jim Rohn

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s