Machismo x Masculinidade! O que sobrou para o homem?

Hoje eu ouvi no caminho do trabalho a seguinte frase: “Esse cara pegou umas 5 minas ontem. Esse é macho pakas!”

A palavra Macho, na biologia , serve apenas para identificar o sexo de um animal. Então o que seria esse “macho” que tantos caras falam por aí?

Esse termo está totalmente ligado a instintos primais de pura ignorância, a falta de repeito com as mulheres e filhos, e uma pseudo-coragem usada apenas para se impor. Porém diferente do que possa parecer, geralmente quem se diz muito “macho” afina nas situações difíceis. Interessante não?

Outro fato que vale destacar, é que até um tempo atrás, as mulheres procuravam homens por conta de sua inteligência, charme, gentileza e masculinidade. Porque esse conceito mudou tanto?

A resposta é que, a medida que o tempo foi passando o homem procurou se adaptar a moda, valorizou demais a beleza e culto ao corpo, esquecendo de valorizar seu conteúdo, nascendo assim um homem desfigurado, que vem sendo absorvido pela sociedade feminina atualmente.

Antigamente para impressionar uma mulher, o homem procurava ser galanteador, gentil e cortez. Para garantir seu respeito perante a sociedade sua conduta devia ser correta, se preocupar com sua família, fazer o bem. Hoje ele só precisa ter uma barriga tanquinho, frequentar todas as baladas estilosas e ter fama, seja ela boa ou não. A única coisa que não mudou é o fato dos homens projetarem sua masculinidade em carros, poder e dinheiro.

Acha que estou exagerando? Se questione a respeito e verá que não é tão absurdo assim.

Os homens ideais hoje, criados pela sociedade moderna, são apenas corpos esculpidos em academias e com mentes vazias. Cultura e educação não são essenciais! Como imagem é tudo nos dias de hoje, é melhor cuidar do corpo e deixar cérebro vago para coisas mais relevantes como: “a foto que tirei para colocar no Facebook, mostra bem o meu peitoral? As minas curtem, bro!”

Não sei se notou, mas cada vez mais o número de mortes e acidentes entre os homens de 16 a 30 anos vem sendo registrados anualmente, causados por brigas de gangues, excesso de bebida, uso de drogas, imprudência no trânsito etc.

A respeito das brigas, hoje a covardia é tamanha que não existe mais diálogo.
Os manos chegam com uma galera, para bater em um cara só e por qual motivo?
“O cara tava olhando pra gente, aí eu perguntei o porque e ele disse que não era nada. Eu achei que ele tava me tirando ai eu quebrei o nariz dele!” – frase comum de se ouvir em qualquer delegacia.

Antigamente a coisa era resolvida no mano-a-mano. Mesmo sendo um violência gratuita, até nessa hora o homem era mais homem.

Em contrapartida, a mulher perante esse novo tipo de homem, é vista como um objeto de colecionador! Quem pegar a mais bonita e mais gostosa, e em maior quantidade “é o cara”, como o camarada no começo desse texto.

Não existe mulher “pra casar” e sim “pra dar uns pegas”. Aliás hoje, casar parece uma palavra excluida do vocabulário tanto de homens, quantos das mulheres. Verdade seja dita essa instituição acabou entrando em falência por incompetência dos dois lados, mas isso é conversa para outro post…

Voltando a vaca fria…
Como as mudanças acabam se tornando mais rápidas na sociedade moderna, existe uma grande histeria dos jovens em geral. O medo de não aproveitarem tudo hoje, agora e com uma gigantesca intensidade, levá esses futuros homens a situações de risco.

Em relação a masculinidade, onde ela está? Acharam até um termo para definir quem foge dela: Metrossexual! Que piada!
Essa palavra é sinônimo de Perua, seu equivalente feminino.
Se cuidar, ter vaidade é saudável, o problema é colocar isso a frente de tudo.

Pensando mais a frente, que tipo de futuro esse homem pode oferecer a sociedade? Que educação será passada para as futuras gerações?

Esse machismo embonecado eu encaro como covardia, e não vejo isso como coisa de homem. Homem de verdade tem que ter caráter, um patrimônio difícil de passar, mas não impossível como alguns pais possam pensar!

Valores profundos devem ser cobrados e aplicados na vida social de cada indivíduo, seja ele homem ou mulher. Isso é que define o cidadão do marginal.

Deixando de lado a sexualidade, os pais devem educar seus filhos para serem homens, não machistas, do mesmo modo que suas filhas em mulheres, e não feministas.

Cada pessoa vive sua vida da maneira que quiser, mas só podemos nos considerar pessoas dignas, quando agimos com verdade, coragem e respeito.

Sejam homens não machos!

Anúncios

9 Respostas para “Machismo x Masculinidade! O que sobrou para o homem?

    • Como sempre, você arrebentou !!!
      Se existissem mais homens do que machos talvez algumas coisas seriam bem diferentes.
      Homem que é homem, chora, ri, ama, sente raiva, etc. Seja gordo, magro, baixo, alto, cabelo crespo ou liso, preto, branco, amarelo, não importa, ele se aceita como é, porque é auto-suficiente, seguro, sabe o que quer. Homem que é homem, não fica admirando o corpo escultural de outro homem nas academias e pensando “será que vou conseguir ficar como ele?”
      Homem que é homem se preocupa sim, com seu corpo mas de uma maneira saudável, pensando na sua saúde e no seu bem estar. Pena que são poucos.
      Isso também é característica de algumas fêmeas, não acha ? Na verdade penso que os machos só estão atendendo as necessidades das fêmeas, será ?

      • Finalmente uma mulher que não confunda masculinidade com machismo… Obrigado pelo comentário sensato Mônica, valeu linda 😉

  1. Olá Koizo, adoro as “koizas” que você escreve. Acho centrado mesmo quando você dá as suas tiradas, sinal de macho inteligente, kkkkkkk. Mas na verdade o conceito de macho é muito extenso porque se perguntar para cada um…vixi!!! Verá que existem milhões de conceitos; Vou citar alguns:

    -Ao perceber que as unhas estão grandes, dispensa as tesourinhas porque macho que é macho as arranca com os dentões, inclusive as dos pés.

    -Dar descarga com o pé para não sujar a mão, que, por sinal, já está meio molhada de xixi e ainda vai acariciar o rosto da gata… vixi, credu!!

    -Não comer comida japonesa. Muito melhor dar “aquela” comida gostosa na japonesa, e o mais importante: com o próprio pauzinho! Eita cara grosso, rsrsrsrsrsrsrs. E para terminar;

    -Aprender a dirigir sozinho, sem ajuda da auto-escola porque macho que é macho não quer saber de outra pessoa ensinando como se dar a ré.

    Tai Koizo, veja como andam as cabeças dos fenomenais machos…
    Para mim, ser macho é tratar as pessoas com respeito, começando dentro de casa.

    Um grande abraço.

  2. Raphael

    Parabéns ótimo comentário. Se os homens não fossem tão “Machistas” o mundo seria melhor e os casamento com certeza durariam mais, o problema é que a mulher esta querendo ser igual a este homem machista que tanto critica.
    Ainda bem que existem exceção, ainda existem raros mas homens de verdade.

    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s